• +55 (11) 5555 4499
  • +55 (11) 5555-5699
  • Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Image

StreetFighter V4 S

Image
CILINDRADA 1,103 cc
POTÊNCIA 208 CV
TORQUE 12,6 kgm
PESO SECO 178 kg
Suspensão Dianteira Ø 43 mm Öhlins NIX30
Suspensão Traseira Öhlins TTX36
EQUIPAMENTOS DE SEGURANÇA ABS Cornering EVO, Ducati Traction Control (DTC) EVO 2, Ducati Slide Control (DSC), Ducati Wheelie Control (DWC) EVO, Ducati Power Launch (DPL), Ducati Quick Shift up/down (DQS) EVO 2, Engine Brake Control (EBC) EVO, Ducati Electronic Suspension (DES) EVO.
The Fight Formula A inspiração: Coringa Aerodinâmica

A cor Ducati Red da Streetfighter V4 S reforça todo visual eletrizante, moderno e agressivo, perfeito para exibir o lado “badass” da Streetfighter V4 S.

A Panigale V4 S sem carenagem lateral e com guidão alto e largo. Este é o conceito de design por trás dessa supernaked, uma moto que pode superar as expectativas durante a pilotagem. O resultado é uma bike contemporânea e repleta de tecnologia embarcada, com um design agressivo e emocionante que não faz nada para esconder seu desempenho.

O design minimalista do farol em LED captura perfeitamente a essência da Streetfighter V4 S, evocando o visual personagem de quadrinhos que inspirou o designer da Ducati Design Center criando a supernaked de Borgo Panigale: o Coringa.

Toda representação do estilo da Ducati é demonstrada pelo DRL em formato V que já caracteriza a família Panigale V4 e SuperSport.

A unidade de luz frontal compacta está alojada em uma carenagem de camada dupla minuciosamente projetada que acomoda as entradas de ar para a caixa de ar e para resfriar as luzes de LED, enquanto um defletor traseiro garante que o fluxo de ar não seja direcionado diretamente para o tanque de combustível.

O farol é montado no painel de instrumentos TFT de 5 ”(o mesmo usado na Panigale V4 S) apresentando uma sofisticada frente que esconde elegantemente as conexões e fiação.

O espelho frontal é inclinado para a frente e as linhas do tanque de combustível dão para a Streetfighter V4 S a aparência de um predador esperando para atacar.

A Moldura Frontal e o Desmosedici Stradale são mantidos o máximo possível à vista, parcialmente cobertos por carenagens mínimas e tampas de linhas nítidas com volumes esculpidos que criam uma aparência organizada e essencial. Os extratores de ar derivados da F1 se destacam por trás do radiador.

Eles têm função estrutural, conectam-se diretamente ao quadro e incorporam asas duplas sobrepostas outro elemento derivado da MotoGP que geram a carga vertical necessária para garantir a estabilidade máxima em altas velocidades. O esquema de cores com a área vermelha dupla com o extrator preto no centro enfatiza a aparência dinâmica da bike quando vista de lado.

O desempenho rápido e ágil nas estradas exige estabilidade máxima em alta velocidade e durante a frenagem, a redução da empinada durante a aceleração e controle eletrônico minimizado da configuração da suspensão: é por isso que os especialistas da Ducati Corse, juntamente com a Ducati Style Center, desenvolveram as asas bi planas para a Streetfighter V4 S.

A aerodinâmica foi desenvolvida utilizando simulação CFD (Computational Fluid Dynamics). O método de cálculo envolveu simulação estacionária de fluxo e pressão para obter maior downforce, especialmente na roda dianteira.

Para reduzir ao máximo a protrusão lateral, a equipe de aerodinâmica decidiu adotar uma configuração de ‘asa bi plana' de 'envergadura' limitada, com as asas superiores e inferiores trabalhando de forma independente.

Motor Euro 5 Motor derivado da MotoGP
A Streetfighter V4 S está em conformidade com os regulamentos anti-poluição Euro 5, mantendo os valores máximos de potência e torque inalterados, mas reposicionados a diferentes velocidades.

A Streetfighter V4 S Euro 5 entrega 208 CV a 13.000 rpm e um torque de 12,6 kgf.m a 9.500 rpm. Esses valores, obtidos graças a uma novo mapeamento e ao novo escapamento, tornam a moto ainda mais agradável nas estradas.

O silenciador, inalterado do ponto de vista estético, utiliza catalisadores sobre dimensionados (+10 mm de comprimento) e uma nova tecnologia de inserção de metais nobres, essenciais para maximizar a capacidade de conversão de gases poluentes. O novo componente permitiu a introdução de um escudo térmico traseiro mais compacto integrado no corpo da motocicleta.

Também a favor da redução das emissões, a introdução de 4 sensores lambda, um para cada cilindro, que permitem um controle mais apurado da quantidade de combustível injetado.

 

Longos intervalos de manutenção

O ajuste da folga da válvula (Desmo Service) é necessário a cada 24.000 km e os serviços são realizados a cada 12.000 km / 12 meses.

O Desmosedici Stradale foi projetado em torno do coração do motor V4 da MotoGP – os cabeçotes.

O conceito de dinâmica de fluidos do Desmosedici Stradale é baseado nas dimensões e geometria usadas na moto Desmosedici GP, assim como o layout do motor: 90 ° V4 inclinado para trás 42 °. Esta solução torna o motor extremamente compacto, permitindo a centralização das massas e uma melhor integração na moto.

O diâmetro de 81 mm é o mesmo usado na Desmosedici GP, o tamanho máximo permitido pelos regulamentos da MotoGP, e é o maior no segmento de superesportivas de 4 cilindros. O curso de 53,5 mm é mais longo do que o motor GP, para fornecer maior torque quando usado na estrada e reduzir a velocidade máxima da rotação do motor. A utilização do mesmo diâmetro do motor Desmosedici GP significa que toda a dinâmica dos fluidos que de fato constitui o coração do motor, que também é muito semelhante nas duas unidades de propulsão.

O layout V4 90 ° torna o motor extremamente compacto, permitindo a centralização das massas e melhor integração na moto. Na verdade, o Desmosedici Stradale foi inserido nesta moto com a bancada dianteira de cilindros disposta a 42 ° para trás em relação ao plano horizontal, como nos motores Ducati que competem na MotoGP.

Isso otimiza a distribuição de peso, permitindo o uso de radiadores mais extensos e torna possível um melhor deslocamento da balança. A arquitetura também gera um equilíbrio natural de forças de primeira ordem, sem o ganho de peso ou perda de potência do virabrequim.

A entrada de ar é confiada a quatro corpos de borboleta ovais (equivalente a 52 mm de diâmetro) conectados a cornetas de entrada fixas de 70 mm de comprimento. Cada corpo do acelerador tem dois injetores: uma sub-borboleta para uso de baixa carga e outra acima dele que entra em ação quando o desempenho máximo do motor é necessário. Os corpos de borboleta de cada banco de cilindros são movidos por um motor elétrico dedicado.

Graças ao sistema Ride by Wire completo, isso permite estratégias de controle eletrônico complexas e modulação da 'sensação' do motor de acordo com o modo de pilotagem selecionado.

Para aumentar o conforto durante as conduções urbanas, o banco do cilindro traseiro é desativado em marcha lenta quando a temperatura da água excede 75 °.

Controle e Conforto

Chassi Dianteiro

Rodas e pneus
Em comparação com a Panigale V4, a posição de pilotagem conta com a altura do assento de 845 mm e foi redefinida de acordo com as especificações da categoria naked. Seguindo as características das Streetfighter, o semi-guidões foram substituídos por um guidão alto e largo que, junto com um assento de 60 mm de espessura de espuma e posição moderada das pedaleiras, garante conforto e uma posição esportiva durante a pilotagem cotidiana e o controle necessário para enfrentar estradas ou pistas de corrida.

Apesar de manter muitas das características estilísticas da Panigale, a parte traseira é apoiada por uma estrutura de aço e foi redesenhada para aumentar o conforto do passageiro e dar ao piloto mais espaço no sentido do comprimento.

 

Tanque de corrida

Como nas motos de corrida, o tanque de alumínio de 16 litros tem uma seção que se estende sob o assento. Comparado com a Panigale V4, a seção inferior do tanque foi modificada para permitir a instalação de um assento com forro mais espesso, aumentando o conforto do piloto. Na frente, o espaço não ocupado pelo combustível foi usado para acoplar todos os eletrônicos, inclusive a bateria.

 

A Streetfighter V4 S possui um chassi dianteiro com vasta experiência derivada da Ducati na MotoGP, que usa o motor Desmosedici Stradale como um membro de suporte de carga.

Em comparação com as estruturas de perímetro tradicionais, a principal diferença do layout é que o motor é usado como um elemento estrutural do chassi. Pesando apenas 4 kg, a compacta estrutura frontal é fixada diretamente no cárter superior do banco de cilindros dianteiro e na cabeça do cilindro traseiro; o cárter V4 também fornece o ponto de fixação da suspensão traseira e a montagem do pivô do braço oscilante de um lado.

A principal vantagem da estrutura frontal é que ela usa o motor Desmosedici Stradale para atingir a rigidez desejada, resultando em comprimento e peso do chassi principal significativamente menores e uma melhor relação rigidez / peso. Além disso, os apoios ao longo do motor foram encurtados, tornando o design da bike mais compacto, especialmente na área do assento do piloto.

Completando o chassi, sob o assento também está presente o chassi auxiliar de treliça, preso à estrutura frontal na parte superior e ancorado à cabeça do banco de cilindros traseiro.

O mecanismo de articulação da suspensão traseira é acoplado ao motor Desmosedici Stradale por meio de um suporte de alumínio forjado. A articulação reage aos movimentos transmitidos por uma balança de alta treliça em alumínio fundido.

A geometria da direção apresenta inclinação de 24,5 ° e trilha de 100 mm.

Suspensão sofisticada

A Streetfighter V4 S está equipada com um garfo Öhlins NIX-30, um amortecedor traseiro Öhlins TTX36 e um amortecedor de direção Öhlins semi-ativa. Nesta versão, a suspensão e o amortecedor de direção são controlados pelo sistema Öhlins Smart EC 2.0 de segunda geração que, entre outras coisas, apresenta o novo OBTi (Objective Based Tuning Interface).

Enquanto a Streetfighter V4 S está equipada com rodas de liga de alumínio forjado de 3 raios Marchesini, os aros são montados com pneus Pirelli Diablo Rosso Corsa II. Combinando desempenho em pista com versatilidade na estrada, com medidas de 120/70 ZR17 (dianteiro) e 200/60 ZR 17 (traseiro), já amplamente usados ​​para pneus slick no Campeonato Mundial de Superbike FIM. O pneu traseiro foi projetado pela Pirelli especificamente para a Streetfighter V4 S, garantindo o mesmo comportamento dinâmico que a réplica de pneus de corrida Supercorsa SP montada na Panigale V4, mas tem melhor desempenho em baixas temperaturas para garantir a versatilidade que se espera de uma naked.

Sistema de travas com pinças Brembo Stylema®

A linha StreetFighter V4 S incorpora as potentes pinças monobloco Brembo Stylema® que representam a evolução das já de alto desempenho M50.

As pinças duplas Brembo têm quatro pistões de 30 mm de diâmetro cada e funcionam com discos de 330 mm de diâmetro para uma potência de frenagem incomparável. Já o sistema traseiro possui um único disco de 245 mm com uma pinça de 2 pistão. O sistema de frenagem é auxiliado pelo sistema ABS Cornering, que usa a unidade de controle leve de 9.1MP.

Com o MY2021, as novas bombas de freio dianteiro e uma embreagem com autosangria também foram introduzidas, ambas originadas das usadas pela primeira vez na Superleggera V4. A nova unidade de bomba foi projetada com uma configuração única para permitir a purga “natural”, eliminando assim a necessidade de intervir no sistema se algum ar entrar no circuito.

Eletrônica derivada da MotoGP Modos de Pilotagem DLT GPS | DDA+ GPS | DMS

O pacote eletrônico de última geração da Streetfighter V4 S é baseado em uma Unidade de Medição Inercial de 6 eixos (6D IMU) que detecta instantaneamente os ângulos de rotação, guinada e inclinação da bike. O pacote eletrônico possui controle para todas as partes do seu ride: alguns supervisionam a largada, aceleração e frenagem, outros controlam a tração e ajudam nas curvas e trechos fora das curvas.

  • ABS Cornering EVO
  • Ducati Traction Control (DTC) EVO 2
  • Ducati Slide Control (DSC)
  • Ducati Wheelie Control (DWC) EVO
  • Ducati Power Launch (DPL)
  • Ducati Quick Shift up/down (DQS) EVO 2
  • Engine Brake Control (EBC) EVO
  • Ducati Electronic Suspension (DES) EVO

Os parâmetros operacionais para cada um desses controles são associados por padrão aos três modos de pilotagem da Streetfighter V4 S. Os pilotos podem personalizar os parâmetros de acordo com seu estilo de pilotagem ou restaurar as configurações de fábrica da Ducati. Os níveis de controle DTC, DWC, DSC ou EBC podem ser ajustados rapidamente através do painel esquerdo.

Segunda geração da tecnologia TFT

A Streetfighter V4 S apresenta a mesma tela colorida de 5 "full-TFT de alta resolução (186,59 PPI - 800xRGBx480) que a Panigale V4 S. O painel é dominado pelo conta-rotações virtual redondo à direita. As rotações do Desmosedici Stradale são exibidas em um medidor de agulha. O movimento do motor é acompanhado por um rastro branco que atua como um 'shift light', mudando de cor de branco para laranja e então vermelho conforme o limite de rotação se aproxima. O piloto pode configurar dois layouts diferentes: 'Pista’, onde o tempo de volta e a escala do conta-rotações são marcadas ou na configuração 'Estrada', em vez disso, o tempo de volta é substituído pelas informações no Ducati Multimedia System (DMS), quando presente e a escala de rotação é mais apropriada para uso em estrada.

Modo de pilotagem | Racing

Como o nome sugere, o modo de pilotagem Racing, permite que os pilotos, incluindo os menos experientes, aproveitem de um excelente desempenho em pistas de alta aderência. Ao selecionar Race, o piloto pode contar com 208 cv, com resposta direta do acelerador Ride by Wire e, na versão S, uma configuração de suspensão firme para otimizar o desempenho. Essa opção de pilotagem, define a eletrônica em um nível de intervenção baixo, mas sem diminuir a segurança, com ABS definido para o nível 2, controle de wheelie desligado e a função 'deslizar por freio' (que permite que os pilotos conduzam a moto para as curvas com segurança).

Modo de pilotagem | Sport

A seleção de Sport dá ao piloto 208 cv, com resposta direta do acelerador Ride by Wire e, na versão S, uma configuração de suspensão de estilo esportivo. Os controles eletrônicos são configurados para dar aos pilotos uma resposta perfeita ao dirigir em estrada seca. A detecção de elevação da roda traseira durante a frenagem está ativada e a função ABS Cornering está definida para maximizar o desempenho nas curvas.

Modo de pilotagem | Street

O modo Street é recomendado ao andar em superfícies com pouca aderência. Esta configuração, dá ao piloto 208 cv e resposta progressiva do acelerador Ride by Wire e, na versão S, uma configuração de suspensão que é adequada para estradas esburacadas. As configurações de controle eletrônico garantem aderência e estabilidade para maximizar a segurança. Os pilotos podem personalizar as configurações de acordo com seu estilo de pilotagem e, posteriormente, restaurar os parâmetros definidos pela Ducati. Eles também podem habilitar o ABS Nível 1 (destinado ao uso na pista por pilotos altamente experientes), que atua na roda dianteira apenas para permitir o desempenho de frenagem total.

Ducati Lap Timer GPS (DLT GPS)

DLT GPS, está disponível como um acessório da Ducati Performance, que registra e salva automaticamente os tempos de volta e os exibe diretamente no painel cada vez que a moto cruza a linha de chegada, cujas coordenadas são definidas pressionando o botão pisca-pisca.

Ducati Data Analyser + GPS (DDA+ GPS)

O DDA + GPS é uma ferramenta de monitoramento de desempenho na pista. Ele não apenas exibe e registra automaticamente os tempos de volta da moto, mas também salva outros rastros de dados, como abertura do acelerador, velocidade da bike, rpm do motor, marcha selecionada, temperatura do motor, distância percorrida, rpm e DTC. O DDA + GPS está disponível como um acessório plug-and-play Ducati Performance.

Ducati Multimedia System (DMS)

Quando o piloto monta na bike, o smartphone se conecta automaticamente à moto via Bluetooth, permitindo que o motociclista controle as principais funções multimídia. O visor TFT mostra a faixa que está sendo reproduzida, o ícone da nova mensagem de texto ou o nome do chamador. O áudio e a música da chamada telefônica são transmitidos aos fones de ouvido do capacete. O DMS está disponível como um acessório plug-and-play Ducati Performance.

Streetfighter V4 S

A Streetfighter V4 S é resultado da “Fight Formula”: a Panigale V4 S sem carenagens laterais, com um guidão alto e largo, pesando 178 kg, equipada por um Desmosedici Stradale de 1100 cc entregando 208 cv altamente controláveis graças as asas lateraias e um pacote eletrônico de última geração.

A moderna e tecnológica supernaked da Ducati obteve imediatamente grande sucesso entre os motociclistas de todo o mundo, também confirmado pelo feedback positivo da mídia internacional.

Preparada para qualquer desafio

Há uma infinidade de aspectos tecnológicos embarcados nesta road bike campeã. Um equilíbrio de linhas distintas, com tecnologia de ponta e componentes refinados foram combinados nesta bike única.

Solicitar Cotação

Por favor, preencha os campos requeridos.
Por favor, preencha os campos requeridos.
Por favor, preencha os campos requeridos.

Trabalhe Conosco

Querendo uma oportunidade?
Envie-nos seu curriculum

Receba Novidades no Email

Flex


A Ducati é uma marca global com uma poderosa alma italiana: espírito esportivo, excelente design, amor à beleza, capacidade de despertar emoções fortes e oferecer experiências únicas.

© 2021 Ducati São Paulo. All Rights Reserved. Powered by Lisatchok